Edição 353Junho 2024
Sábado, 20 De Julho De 2024
Editorias

Publicado em 28/06/2024 - 7:05 am em | 0 comentários

7ª Parada do Orgulho LGBT+ de Santos cobra voto em políticos progressistas

Evento movimentará o Centro Histórico de Santos

7ª Parada do Orgulho LGBT+ de Santos cobra voto em políticos progressistas

Um calendário reforçado para propor uma discussão política importante sobre os direitos das pessoas LGBT+ de Santos é a proposta da 7ª Parada do Orgulho LGBT+ de Santos, que programou vários eventos para reunir a população lésbica, gay, bissexual, transgênero, queer, intersexual, assexual, pansexual, não binária e mais, com o objetivo de festejar o orgulho de ser quem é e lutar por cada vez mais representatividade. O grande ato acontecerá domingo, com concentração a partir das 12 horas, na Praça José Bonifácio, e o evento segue até as 20 horas, com extensa lista de apresentações culturais, na Praça Mauá, no Centro Histórico.

Com o tema “Contra o retrocesso no legislativo, vote por direitos LGBT”, a edição deste ano da Parada LGBT+ de Santos espera abrir a discussão sobre a necessidade de eleger candidatos que sejam comprometidos com uma agenda contra a retirada de direitos sociais importantes, como o casamento entre pessoas do mesmo sexo, garantido desde 2013 em todo o país, o direito ao uso do nome social por pessoas transgêneras (direito garantido desde 2016 em nível federal), a criminalização da LGBTfobia (equiparada a outros crimes de ódio, como o racismo, pelo Supremo Tribunal Federal em 2019), entre outras questões consideradas muito importantes por essa parcela da população.

Daisy Eastwood, presidente da Associação da Parada do Orgulho LGBT de Santos (Apolgbt), organizadora da parada e da programação que acompanha o calendário civil de mobilizações em prol da população LGBT+, explica que, em 2024, as entidades que representam as Paradas LGBT+ de todo o Estado se uniram para lutar por uma causa unificada: “A gente acredita que essa foi uma decisão muito acertada, especialmente no cenário como o nosso, em que todos os dias há algum político conservador desejando acabar com os direitos duramente conquistados por meio das nossas mobilizações”.

PROGRAMAÇÃO – Antes da parada, acontecerá a 2ª DiversaFeira – Feira da Diversidade de Santos, amanhã, das 12 às 20 horas, no Centro Cultural Patrícia Galvão, na Avenida Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias. O evento será apresentado pela Tchaka Drag Queen, que é a apresentadora oficial da Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo, considerada uma das maiores do planeta, e pela Drag Queen Ariella.

A diretora financeira da Apolgbt, Flavia Bianco, explica que o público vai poder esperar uma feira criativa com mais de 50 empreendedores LGBT+ da região: “Será a oportunidade de o público conhecer produtores da nossa região e ajudar a fortalecer os negócios dessas pessoas. Será possível sair da feira já com os produtos destes próprios empreendedores”.

Além da feira criativa, haverá também apresentações artísticas com Alexia Müller, Ava Rissati, CaoZ, Cassy BC, House of DDD, Kelvyn, Leci Brandão Cover, Nicolly Hill, Sophia Lima, Valentinna Dior e Yara Mansur.

As discussões acontecerão em mesas preparadas especialmente para a ocasião. A primeira, às 15h30, será “Representatividade LGBT+ na política”, com o presidente do ConLGBT, Wellington Araújo, Mayara Natale, da Associação Brasileira de Intersexos (Abrai), e a vereadora de Santos, Débora Camilo. O bate-papo será mediado por Daisy Eastwood.

Às 16h30, haverá a discussão “Qual a Parada que queremos?”, mediada pela jornalista Arminda Augusto, gerente de projetos institucionais do Grupo Tribuna, com membros da Executiva da Apolgbt Santos e Nelson Matias, presidente da Parada São Paulo.

Também está prevista para às 17h30 a roda de conversa com Instituto Brasileiro de Transmasculinidades – Núcleo Baixada Santista e, às 19 horas, a roda de conversa “Por uma vida livre de violências – uma análise biopsicossocial”, com o psiquiatra Gabriel Francisconi e a psicóloga Daniella Stazack.

Haverá ainda um ato interreligioso no local e a partir das 18 horas, no auditório do Museu da Imagem e do Som de Santos, ocorre a instalação da mostra ClanTransDetina, do fotógrafo Rodrigo Montaldi, e a atividade de encerramento da Mostra Baphônica de Cinema LGBT+ de Santos, com a exibição do longa “Nós somos o amanhã”, de Lufer Steffe, e os curta-metragens “Chá de Memórias da Nopen”, de Eduardo Ferreira, e “Pandemia”, de Thays Villar, além da homenagem à cineasta Raquel Pellegrini. O evento conta ainda com performances das drag queens Ariella e Magenta.

Para fechar a programação, a Apolgbt Santos preparou a mobilização que acontecerá domingo, no Centro Histórico de Santos. A concentração será por volta das 12 horas, na Praça José Bonifácio, no trecho da Rua Senador Feijó. Dali, a manifestação segue pela Avenida São Francisco, entra na Rua Dom Pedro II, depois vira na Rua João Pessoa e para na Praça Rui Barbosa, de onde os participantes acessam a Praça Mauá. Tudo contará com o apoio da Polícia Militar e uma equipe especialmente contratada para reforçar a segurança no local.

Segundo o diretor de Relações Institucionais e Comunicação da Apolgbt Santos, Eduardo Ferreira, “as atividades da 7ª Parada do Orgulho LGBT+ de Santos contam com apoio do Proac Editais e Mais Orgulho da Secretaria de Economia e Indústria Criativa do Estado de São Paulo, além de emendas das vereadoras Débora Camilo, Telma de Souza e do vereador Sérgio Santana”.

Após chegar na Praça Mauá, a Parada LGBT+ de Santos contará com inúmeras atrações culturais. Estarão presentes no trio, as drag queens Akkiyra Star Rios, Antonella, Deggy Bancks, Fucksia, Kethellyn Loren, Pink Kim, Shey Lona e Tick Poul. O grupo de dança Baixada Hip Hop fará intervenção à frente do trio e a música ficará por conta do DJ Lukas Derek.

Também será possível aproveitar as apresentações artísticas no palco da Praça Mauá, com os DJ Ale Vilela e Paula Pivatto, além das drag queens Ally Bee Rios, Carla D’Vainner, Hannah Deggy Bancks, Jessica Close, Marcela Summer, Mohara Benatto, Naylla Vellaskez,, Olívia Olí, Samantha Dior e Satanaja. A música ao vivo ficará por conta da Banda O Último Banco do Bar. As apresentações serão comandadas por Tchaka Drag Queen e Ariella.

Responder