Edição 275Dezembro 2017
Domingo, 17 De Dezembro De 2017
Editorias

Publicado na Edição 270 Julho 2017

Divulgação

Favorecendo a boa relação…

Novo Voyage: as linhas externas modernizaram o modelo, especialmente na parte dianteira

Favorecendo a boa relação…

Nelson Tucci

A eficiência energética tem ajudado no desempenho dos carros mais novos. Em fevereiro de 2016 avaliamos o Voyage Comfortline de motorização 1.0. Neste mês de julho testamos o motor 1.6 do mesmo modelo e um ano mais novo. Creia, em termos de consumo é quase a mesma coisa, ou seja, fizemos 11,8 km/litro na cidade e a média de 15 km/l na estrada (a gasolina) e com a vantagem de ser um motor 1.6, com mais torque.

O motor de 4 cilindros e 8 válvulas corresponde à expectativa dos seus 104 cv. O carro não tem controle de estabilidade, por isso pede mais do motorista nas curvas, em uma rodovia, mas não faz feio. A direção é hidráulica convencional e o câmbio, manual, de 5 marchas é bem ajustado. Tivesse mais potência exigiria a 6ª marcha, mas neste modelo não é o caso.

O volante é multifuncional, o painel traz computador de bordo e uma tela de 6.3 polegadas que ajuda na visualização e operacionalização das várias funções, inclusive o GPS já embutido no próprio equipamento.

As linhas externas modernizaram o carro, especialmente na parte dianteira. Ele ficou com um ar mais esportivo. Na traseira as novas lanternas melhoraram bem o design e o porta-malas de 480 litros (segundo o fabricante) é extremamente útil em viagens, compras de supermercado etc.

DR – Enfim, se formos discutir a relação com o carro, ao final poderemos considerar o custo-benefício do Novo Voyage 1.6 Comfortline como favorável, permitindo encarar o modelo com muita tranquilidade.

Leia Veículos & Negócios atualizada semanalmente em www.veiculosenegocios.blogspot.com.br