Edição 320Setembro 2021
Sábado, 16 De Outubro De 2021
Editorias

Publicado na Edição 320 Setembro 2021

Divulgação

Brasil ganhará área temática no Miniatur Wunderland

Maior parque de diversões de miniaturas do mundo

Brasil ganhará área temática no Miniatur Wunderland

O Brasil ganhará uma área temática no maior parque de diversões de miniaturas do mundo, em Hamburgo, na Alemanha. O Miniatur Wunderland está instalado em prédio histórico da cidade e possui a maior instalação de trens em miniatura de todo o mundo, reunindo cenários de diversos países e regiões, como a própria Alemanha, além da Áustria, Escandinávia, Suíça, Mônaco, Estados Unidos. Agora, o parque está construindo uma área dedicada à América do Sul, com destaque para o Brasil, e sua inauguração está prevista para o final deste ano, justamente quando a atração completará duas décadas de operação. Os construtores estão trabalhando com uma equipe de 15 sul-americanos para criar esta nova seção, que terá 200 m2 retratando a Amazônia, o Rio de Janeiro, os Andes, a Patagônia e outros cenários do continente. Os idealizadores do projeto convidaram uma empresa brasileira para participar do projeto, a Frateschi Trens Elétricos, com sede em Ribeirão Preto, no interior paulista, que possui 54 anos de atuação no mercado e fabrica trens elétricos em miniaturas e réplicas de composições reais.

A empresa doou 300 vagões e 100 locomotivas que farão parte do novo cenário. “Para nós é motivo de orgulho colocar o país no centro do modelismo mundial, em um museu de reconhecimento internacional. O mundo real oferece muita inspiração, e certamente este museu sempre estará em constante transformação”, diz Lucas Frateschi, diretor da empresa.

Os números superlativos do Miniatur Wunderland justificam esta fama. Anualmente, a atração recebe 1,6 milhão de visitantes, mais que o Castelo de Neuschwanstein, símbolo da Alemanha e com mais de 100 anos de idade. Inaugurado em 16 de agosto de 2001, o museu já recebeu investimentos de 36 milhões de euros, consumiu 948 mil horas de trabalho e possui uma maquete de 1.500 m2, uma superfície total de 7 mil m2, quase 16 mil metros de trilhos, 1.040 trens, 385 mil luzes, 260 mil figuras, 4.100 construções e 130 mil árvores. Os números referentes à América do Sul também serão grandiosos: 190 mil horas trabalhadas, 1.600 metros de trilhos, 115 trens, 50 mil lâmpadas e 60 mil figuras.

Responder