Edição 321Outubro 2021
Quinta, 28 De Outubro De 2021
Editorias

Publicado na Edição 314 Março 2021

Divulgação

Batalha do chip

Indústria automotiva registra falta de componentes

Batalha do chip

Nelson Tucci

A gente pode botar a culpa no tal do 5G. Também pode responsabilizar o titular do Ministério da Logística (se existir um) pela sua inoperância explícita. Alternativamente, também entram no jogo do empurra os fabricantes de celulares que usam mais do que precisam desses componentes. Mas, pensando direito, vai sobrar é para os moleques que ficam nos seus joguinhos super-mega-hiper eletrônicos o dia todo. Com isto, faltam semicondutores no mercado e os carros ficaram a ver navios, esperando que estes tragam de outras bandas o “aditivo eletrônico” para funcionar.

Brincadeiras à parte com os molequinhos – e outros nem tanto, que apenas os acompanham nas atividades lúdicas – o fato é que a indústria automotiva anda apertada com a falta de componentes para seus modelos, hoje carregados de tecnologia. GM, VW, Toyota, Honda e Fiat têm passado apuros para montar os seus veículos. Mas se serve de consolo, não é apenas no Brasil que as montadoras estão disputando os chips com outros setores econômicos.

Segundo estudo divulgado da Auto Forescast Solution (AFS), consultoria norte-americana, no mundo inteiro já ocorreram várias interrupções e, com isto, 933 mil unidades automotoras deixaram de ser produzidas. Não é pouca coisa. É quase metade de toda a produção brasileira do ano passado, por exemplo. A indústria setorial terá de absorver este impacto de alguma maneira, pois, de acordo com um experiente engenheiro ouvido por Veículos & Negócios, isto não se recupera.

Pior que a perspectiva acima é saber que com a pandemia do novo coronavírus comendo solta, os moleques ficarão em casa ainda mais entretidos, consumindo muitos chips, e com eles seus irmãos, pais, tios e avós. Até o final deste semestre não deverá ocorrer normalização neste mercado e, portanto, o país que ainda não tiver um Ministério da Logística que trate de criá-lo. Candidatos existem.

Leia Veículos & Negócios atualizada semanalmente em www.veiculosenegocios.blogspot.com.br

Responder