Edição 320Setembro 2021
Sábado, 16 De Outubro De 2021
Editorias

Publicado na Edição 320 Setembro 2021

Divulgação

Vila Galé investe no turismo LGBTI+

Vila Galé Cumbuco, no Ceará, receberá o H&H Festival

Vila Galé investe no turismo LGBTI+

Patrocinadora do Fórum de Turismo LGBT do Brasil, que acontecerá em 30 de setembro, na capital paulista, a Vila Galé Hotéis confirma a importância do público LGBT, tanto em seu quadro de colaboradores, como em seus empreendimentos. De 3 a 6 de novembro do ano que vem, o Vila Galé Cumbuco, no Ceará, será a casa do H&H Festival, que já foi realizado no Vila Galé Marés, na Bahia, em 2017.

“Reforçamos para este ano a nossa presença no Fórum LGBT pois os hotéis Vila Galé atendem as demandas deste público, especialmente o Vila Galé Paulista e o Vila Galé Rio de Janeiro, hotéis com excelentes localizações e serviço de padrão internacional, nas duas capitais mais diversas do Brasil”, ressalta a diretora de Marketing Catarina Pádua: “Este viajante é exigente e gosta de consumir serviços de qualidade e isso nossos hotéis têm de sobra. Além do mais, nossa rede tem a diversidade e inclusão no DNA, seja em nossas equipes, nos hotéis de cidade ou nos resorts”.

Em junho, no Rio de Janeiro, a Vila Galé uniu-se à iniciativa da Câmara LGBTI+ e do Rio Convention Bureau, “Circuito Rio de Cores”, lembrou Catarina: “Respeito à diversidade e apoio às pessoas com diferentes identidades de gênero e/ou orientações sexuais estão entre os principais valores da empresa. Temos orgulho pelo reconhecimento de nosso carinho e hospitalidade junto a estes clientes também. Coincidência ou não, as ótimas localizações do Vila Galé Rio de Janeiro e do Vila Galé Paulista e favorecem a preferência. Ambos estão muito próximos aos centros culturais, gastronômicos e boêmios das duas cidades”.

Segundo o IBGE, estima-se que o público gay no Brasil seja de 20 milhões de brasileiros (10% da população do país), os quais movimentam cerca de R$ 150 bilhões ao ano, de acordo com a Câmara de Comércio e Turismo LGBT. Conforme o Fundo de Investimentos Internacional especializado no mercado gay LGBT, há potencial para duplicar este número até o fim da próxima década.

Responder