Edição 311Dezembro 2020
Quarta, 20 De Janeiro De 2021
Editorias

Publicado na Edição 311 Dezembro 2020

Divulgação

De volta aos rios da Amazônia

Amazon Dolphin: nas águas do Tapajós e outros rios da bacia

De volta aos rios da Amazônia

De olho nas novas tendências do mercado, como as viagens domésticas, ecoturismo e a procura por destinos exclusivos, o Amazon Dolphin, irmão mais novo do Belle Amazon, já programa seus cruzeiros pelas águas do Tapajós e dos outros rios da bacia amazônica. Integrando o portfólio da Cap Amazon Tropical Marketing, as duas embarcações são operadas pela experiente operadora de viagens Turismo Consciente, com base em Alter do Chão, no Pará.

Construído em 2007, todo de madeira regional, o Amazon Dolphin foi completamente reformado em Santarém, sob o comando da engenheira naval Marilene Braga, que já havia assinado a construção do Belle Amazon. O novo barco atende as principais exigências dos viajantes que buscam charme, conforto, espaço e segurança na Amazônia brasileira.

Obra de técnicos e operários com vivência e experiência na bacia amazônica, o Amazon Dolphin possui 36 metros de comprimento e oito metros de largura, para garantir mais estabilidade. Com um motor Scania de 700 H.P, responsável por garantir velocidade e segurança ao navegar, o barco recebeu também, durante a reforma, a inclusão de modernos equipamentos, como GPS integrado com sonar e bússola, Rádio VHF de baixa frequência, farol de alta potência Perco, e um telefone via satélite para ligações de emergência.

Para o conforto dos seus hóspedes, o Amazon Dolphin conta com 12 cabines divididas em três conveses, todas com banheiro e ar condicionado. Com destaque para as duas suítes masters, dispostas no 1º e 2º convés, que apresentam 19 m² de conforto. Isso, sem mencionar outras oito acomodações, que se juntam a mais duas cabines comunicantes (perfeitas para famílias). Todas compartilham a beleza e o aconchego únicos trazidos pela paredes e os móveis de madeira regional.

Os espaços do Amazon Dolphin também chamam a atenção e ampliam a liberdade e a privacidade de cada viajante. Nos quatro conveses, uma sala de jantar, bar interno e externo, e um amplo deck com espreguiçadeiras são algumas das opções de encontros ou de isolamento. E no posto de comando, os viajantes podem aproveitar a visão da proa e pedir para o comandante Gil Barroso contar as histórias da navegação dessa região tão peculiar.

A cerimônia de batismo, com a tradicional champagne no casco, foi realizada no encontro das águas dos rios Amazonas e Tapajós, em Santarém, e contou com a presença das madrinhas, Andrea Delfino e Caroline Putnoki.

Suíte Master do Amazon Dolphin

Responder