Edição 273Outubro 2017
Terça, 21 De Novembro De 2017
Editorias

Publicado na Edição 268 Maio 2017

Leandro Ayres

Convênio beneficia cidades litorâneas

Orla de Santos: ações visam o turismo rodoviário nas cidades estância

Convênio beneficia cidades litorâneas

Neste Ano Internacional do Turismo Sustentável, decretado pela ONU, duas entidades já se adiantaram e têm planos conjuntos para as estâncias paulistas: Federação das Empresas de Transportes de Passageiros por Fretamento do Estado de São Paulo (Fresp) e Associação das Prefeituras das Cidades Estância do Estado de São Paulo (Aprecesp) firmaram convênio para promoverem ações visando o desenvolvimento do turismo rodoviário nas cidades estância, como Santos e Guarujá.

Além do apoio mútuo, está prevista a criação e implementação de roteiros diferenciados nas estâncias participantes, focando públicos específicos, como estudantes e idosos. Os passeios também atenderão os turistas com necessidades especiais.

A assinatura do termo já resultou no início de um estudo conjunto para o desenvolvimento de um prêmio destinado a estudantes de Turismo que contemplarem em seus projetos de conclusão de curso as estâncias do Estado de São Paulo e o turismo rodoviário.

“Esse tipo de ação enriquece o turismo e fortalece as iniciativas sustentáveis, visando o desenvolvimento individualizado das estâncias do Estado de São Paulo, valorizando as peculiaridades de cada uma”, afirma Regina Rocha, diretora executiva da Fresp.

A sustentabilidade está na concepção das viagens, tanto no trajeto feito coletivamente, via fretamento, quanto nos destinos: estâncias paulistas são cidades com características naturais e culturais particulares. No Estado, são 70 cidades estância, divididas entre balneárias (15), climáticas (11), hidrominerais (12) e turísticas (32).