Edição 284Setembro 2018
Quarta, 17 De Outubro De 2018
Editorias

Publicado na Edição 282 Julho 2018

Acervo FAMS

Edifício do Conselho e Cadeia de Santos

Casa do Conselho de Santos, em imagem de 1865, época em que estava para ser demolida

Edifício do Conselho e Cadeia de Santos

O ano de 2015 marca o aniversário de 150 anos do conjunto fotográfico mais antigo da história de Santos, produzido por Militão Augusto de Azevedo. No ano de 1865, o renomado fotógrafo eternizou algumas cenas raríssimas do cotidiano santista. Entre as imagens, está a única foto que se tem notícia do edifício do Conselho e Cadeia de Santos, também conhecido como a 2ª Casa de Câmara e Cadeia, sede do poder imperial na cidade de Santos, desde finais do século XVII. Este prédio foi construído em 1697 e ficava no que chamavam Largo do Carmo (atual acesso à Praça da República).

À sua frente ficava postado o Pelourinho, instrumento símbolo do poder real sobre a cidade (na foto de Militão o Pelourinho já não aparece, pois foi demolido em cerca de 1850).

A Casa do Conselho chegou a ser reformada em 1723, quando recebeu um sino, cuja função era chamar a população para que ouvissem os anúncios régios. Outra curiosidade é a presença do brasão do império na fachada sobre a inscrição do ano da reforma (1723). É possível que este tenha substituído o brasão colonial, uma vez que a independência só veio a ocorrer em 1822.

A Casa do Conselho foi demolida em 1866, e os trabalhos passaram a ocorrer no espaço hoje conhecido como Cadeia Velha.

Conheça o trabalho desenvolvido pela Fundação Arquivo e Memória de Santos: acesse o site www.fundasantos.org.br