Edição 283Agosto 2018
Domingo, 23 De Setembro De 2018
Editorias

Publicado na Edição 258 Julho 2016

Acervo FAMS

Postos de Salvamento. Vigilantes da orla praiana

Presente do Rotary Clube de Santos: vigia e suporte ao banhista 

Postos de Salvamento. Vigilantes da orla praiana

Pouca gente sabe, mas os seis Postos de Salvamento que se estendem pela orla foram oferecidos à população pelo Rotary Club de Santos, antes mesmo de os jardins serem efetivamente urbanizados.

O inicio da construção aconteceu em 1928. As obras duraram quatro anos, terminando com a entrega – registrada em ata do clube – no dia 25 de maio de 1932. Ainda segundo o documento do Rotary, o prefeito Aristides Bastos Machado e o capitão Bianco Pedroso, delegado regional, estavam na reunião em que o presidente do clube, Antenor Maciel de Bué, fez a entrega dos postos com as seguintes palavras: “O Rotary, tomando a si essa iniciativa, empregou o melhor de seus esforços para torná-la realidade”.

Desde 2007 os postos de salvamento ganharam uma placa para lembrar a participação do clube na história do jardim.

“Ao comemorar oitenta anos de existência, o Rotary Club de Santos relembra a data de 12 de maio de 1932, quando foram inaugurados os postos de salvamento na praia de Santos, iniciativa do Clube, em colaboração com a Prefeitura Municipal; sendo prefeito o dr. Aristides Bastos Machado e o presidente do Rotary Antenor Maciel de Bué. – Santos, 26 de fevereiro de 2007.”

Em 2011, a Prefeitura concluiu a construção do Posto 7, o único com layout diferente dos anteriores.

Atualmente cada um dos postos tem outra função além da original. Posto 1 – Guarda Municipal; Posto 2 – Escolinha Radical; Posto 3 – Laboratório Municipal de Controle Ambiental; Posto 4 – Cine Arte; Posto 5 – Gibiteca Municipal Marcel Rodrigues Paes; Posto 6 – Biblioteca Mário Faria. Posto 7 – Bombeiros.

Conheça o trabalho desenvolvido pela Fundação Arquivo e Memória de Santos: acesse o site www.fundasantos.org.br