Edição 287Dezembro 2018
Sexta, 14 De Dezembro De 2018
Editorias

Publicado na Edição 282 Julho 2018

Luiz Carlos Ferraz

Mitos e verdades da castração

Mitos e verdades da castração

Animais castrados têm menos riscos de desenvolver doenças

CASTRAÇÃO é essencial no controle do crescimento populacional dos pets. O procedimento evita crias indesejadas, que só contribuem para o aumento do número de cães e gatos abandonados. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), no Brasil há cerca de 30 milhões de animais sem um lar.

Mesmo assim, muitos tutores ainda resistem a realizar o procedimento devido a alguns mitos. Ignoram, por exemplo, que a castração traz benefícios à saúde do pet, pois melhora sua qualidade de vida e, consequentemente, pode aumentar sua longevidade.

É verdade que animais castrados têm menos riscos de desenvolver doenças como o câncer. A castração reduz a variação hormonal sofrida pelos pets ao longo de suas vidas. Sendo assim, reduz as chances do aparecimento de tumores de testículo, ovário, mama e útero.

É verdade que fêmeas castradas podem desenvolver incontinência urinária. O problema acontece em uma pequena parcela dos animais castrados devido à ausência do hormônio estrogênio.

É mito que pets castrados tendem a ganhar peso. A obesidade nos pets é reflexo de uma alimentação rica em calorias aliada ao sedentarismo.

É verdade que a castração diminui as chances de fuga dos pets. A castração diminui as respostas a estímulos reprodutivos, que incluem fugas, agressividade com outros animais e até latidos excessivos.

É mito que fêmeas devem ter ao menos uma cria antes de castrar. Os benefícios da castração precoce – feitas antes do primeiro cio – são inúmeros à saúde da fêmea.


Santos vacina contra a raiva

DONOS de cães e gatos de Santos poderão levar seus animais para a vacinação contra a raiva no posto da Seção de Vigilância e Controle de Zoonoses, na Avenida Pinheiro Machado, 580, Marapé, até 1° de outubro, de segunda a sexta-feira, das 9 às 16 horas. Estão previstos postos volantes a partir da segunda quinzena de agosto, em escolas, supermercados, igrejas e espaços públicos.


Abandonados nas férias…

Divulgar a posse responsável

PREOCUPADO com o aumento de animais abandonados no período de férias, o Departamento de Controle de Zoonoses de São Vicente está ampliando a divulgação da posse responsável, com a expectativa de que o número de adoções também aumente nas férias. O Departamento possui 40 vagas para cães e 20 para gatos. Os animais são recolhidos das ruas, castrados e vacinados. Para adotar um animal é preciso ir até à Rua Catalão, 530, Vila Voturuá, das 9 às 17 horas, e levar comprovante de residência e RG. O interessado também assina um termo de adoção. Outra opção é a feira de adoção aos sábados na Praça Coronel José Lopes, no Centro, das 9 às 15 horas.