Edição 308Setembro 2020
Sábado, 24 De Outubro De 2020
Editorias

Publicado na Edição 297 Outubro 2019

A terrível raiva

A terrível raiva

Cães e gatos devem ser vacinados uma vez por ano

A RAIVA é uma doença viral contagiosa que pode ser contraída por mamíferos, como cães, gatos, morcegos e cavalos. Antigamente, era chamada de hidrofobia, pois pela paralisia da musculatura mandibular o animal acometido parecia ter medo de água e ficava olhando com sede sem conseguir beber, ensina o médico veterinário Eduardo Ribeiro Filetti: “Sendo uma zoonose, a raiva pode ser transmitida para o homem através da mordida do animal ou pela salivação do mesmo em contato com uma ferida”.

Cães e gatos devem ser vacinados uma vez por ano, acrescenta Filetti. Filhotes a partir de três meses já podem receber a vacina, e as fêmeas em gestação devem aguardar o desmame dos filhotes.

Os sintomas apresentam diversos aspectos e dificultam uma padronização. Na raiva nervosa ou paralítica, ocorrem tremores, convulsões, câimbras e paralisia, enquanto na raiva agressiva, o animal fica afônico, sem beber água e agressivo. As duas podem apresentar estado febril, tremores, vômito, apatia e grande quantidade de salivação.

“A raiva não tem cura, é 100% fatal. Somente com a vacinação previne-se o animal da doença”, alerta Filetti: “Observando-se alguns sintomas, deve-se prender o animal e consultar um veterinário. Jamais soltá-lo ou matá-lo”. No ser humano que for mordido, quando não houver condições de observar o animal suspeito, por morte ou fuga, deve-se imediatamente tomar a medicação.


APRIL Brasil Seguro Viagem lançou o “Despesas com Pet”, uma cobertura para cães e gatos que necessitem de consultas veterinárias ou atendimentos clínicos hospitalares emergenciais e também para despesas com medicamentos prescritos nestas consultas. O produto funciona mediante reembolso.

Responder