Edição 319Agosto 2021
Quarta, 22 De Setembro De 2021
Editorias

Publicado em 2/07/2021 - 12:57 pm em | 0 comentários

Divulgação

WeWork adere ao programa nomadismo digital no Rio de Janeiro

Para quem pode trabalhar de qualquer lugar

WeWork adere ao programa nomadismo digital no Rio de Janeiro

A WeWork participa do programa Rio Nômades Digitais, lançado pela prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Riotur. Com três prédios na cidade, dois localizados no Centro e um na Barra da Tijuca, a WeWork vai ajudar a promover a cidade como destino para que profissionais de qualquer parte do planeta possam trabalhar remotamente.

Além de espaços de trabalho flexíveis, os nômades digitais também terão acesso facilitado a diversos estabelecimentos, como hotéis e hostels. A iniciativa conta com manual trilíngue que apoia o turista que desejar passar uma temporada na cidade. A longo prazo, o Rio Nômades Digitais tem o objetivo de gerar receita para a cidade.

“Estamos empolgados em contribuir para essa iniciativa super promissora. O Rio, com sua beleza natural exuberante e sua cultura fascinante, tem tudo para se tornar um polo para pessoas que querem trabalhar de qualquer lugar. Nossos espaços estão equipados com estações de trabalho, salas de reunião, cabines telefônicas e acesso a toda uma rede de contatos para que a estadia dos nômades digitais na cidade seja ainda proveitosa”, afirma o diretor geral da WeWork no Brasil, Lucas Mendes.

A empresa tem parcerias do tipo com cidades americanas, como São Francisco, Nova York, Washington DC e Miami, onde tem contribuído para a recuperação da economia local, especialmente com a aceleração da vacinação e a volta das pessoas aos escritórios.

Em tempos de pandemia, os espaços da empresa respeitam o distanciamento social e receberam Certificação Bureau Veritas pelo cumprimento dos protocolos de biossegurança, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Durante a pandemia, os prédios da WeWork operam com disposição de móveis ajustada e sinalização de comportamento que priorizam o espaço social, além de maior higienização.

“O nomadismo digital é uma tendência de comportamento mundial, não tem volta”, afirma a presidente da Riotur, Daniela Maia: “A relação das pessoas com o trabalho mudou em todo o planeta, permitindo que muitos decidam em qual cidade viver, independentemente de onde funciona a sua empresa. A cidade do Rio se coloca agora ao lado de outras, como Tbilisi, na Geórgia; Miami, nos Estados Unidos; Bali, na Indonésia, e Playa del Carmen, no México, que já são referências de acolhimento dos nômades digitais. Esses tempos modernos permitem a experiência de se viver onde se deseja. Estamos oferecendo essa cidade incrível que é o Rio a todos que queiram viver como um carioca. Seja por um mês ou por vários”.

Responder