Edição 322Novembro 2021
Segunda, 06 De Dezembro De 2021
Editorias

Publicado em 27/03/2021 - 7:42 am em | 0 comentários

Divulgação

Tecnologia de biometria facial de ponta nos processos de validação

Ferramenta em operações antifraude

Tecnologia de biometria facial de ponta nos processos de validação

A CredDefense, plataforma antifraude que reúne diversas tecnologias, celebrou parceria com a eslovaca Innovatrics, uma das empresas líderes no mundo em soluções biométricas, presente em mais de 80 países. Com o acordo, a CredDefense passa a oferecer aos seus clientes mais uma solução de ponta e se consolida no mercado nacional como provedora das melhores ferramentas de biometria facial em operações antifraude.

De acordo com o CEO da CredDefense, José Luis Volpini, a incorporação da tecnologia da Innovatrics reforça a gama de soluções ofertadas, “com a tecnologia da prova de vida, garantimos que fotos capturadas são de pessoas reais, evitando que um fraudador utilize fotos de terceiros, seja impressas em papel ou imagens de um celular, pads ou vídeos”.

Volpini destaca a robustez e acurácia da tecnologia Innovatrics, “uma das poucas no mundo a contar com certificação iBeta e ISO 30107-3A, ainda não há nenhuma tecnologia de prova de vida, desenvolvida no Brasil, com estas certificações”.

 “Há uma demanda muito grande por soluções antifraudes e isso tem provocado um grande investimento da nossa parte, seja no desenvolvimento de soluções proprietárias ou parcerias, temos que ofertar o que há de mais seguro aos nossos clientes. Esta prova de vida surge como uma vacina contra ações de fraudadores, em especial com o crescimento das transações on-line”, frisou.

De acordo com Trevor Jones, da Innovatrics, a tecnologia de biometria na América Latina deve crescer mais de 20% anualmente até 2027, impulsionada por gastos dos governos e do setor privado. Esse crescimento é resultado de um mercado que se consolida como referência na adoção de novas tecnologias e o Brasil se destaca nesse quesito: “Como construir confiança na era digital? Confiança entre as pessoas, para ingresso em diferentes países, para votar, para emprestar dinheiro… É disso que se trata, pois nossa solução constrói essa confiança”.

Ele acrescenta: “Se há uma coisa que o mundo pode aprender com a América Latina, é como o setor bancário arquitetou salvaguardas biométricas para evitar fraudes. Ter implementado a biometria desde o início colocou-os muitos anos à frente em comparação com outros países. E nós participamos deste movimento”.

Responder