Edição 320Setembro 2021
Quinta, 21 De Outubro De 2021
Editorias

Publicado em 25/01/2021 - 7:01 am em | 0 comentários

Divulgação

Stellantis garante fábricas

Plantas no Brasil e na Argentina têm projetos de investimentos

Stellantis garante fábricas

Nelson Tucci

Consolidada a criação da Stellantis, empresa nascida da fusão da FCA e PSA, o CEO global Carlos Tavares garantiu que irá administrar a capacidade ociosa de algumas das fábricas da corporação no Brasil e na Argentina sem fechar plantas na região. Ao menos por enquanto é esta a diretriz. O país ainda sofre o trauma do anúncio da Ford, que partiu rumo aos pampas argentinos e largou pelo menos 5.000 desempregados no Brasil.

Completando 20 anos no país, as francesas Peugeot e Citroen têm capacidade ociosa acima de 50% na planta de Porto Real, no Rio.  Todas as plantas da Stellantis no Brasil e na Argentina, mesmo as ociosas, têm projetos de investimentos herdados das marcas antigas para fabricar novos modelos. O pragmático português adiantou que por ora os aportes estarão mantidos. No entanto, alertou: “Mas nunca se sabe o que vai acontecer no futuro, pois toda companhia tem seus limites para enfrentar adversidades”.

De acordo com Tavares, “a pergunta deve ser feita aos governos da região, se realmente querem ou não ter uma indústria automotiva forte”. Em entrevista coletiva, o executivo assinalou ainda que a Stellantis dará nova importância para a região. Antonio Filosa, que até semana passada foi o presidente da FCA Latam, já foi nomeado chefe de operações (COO) da Stellantis na América Latina – e com isso seguirá respondendo a Mike Manley, agora ex-CEO da FCA e atual líder da Stellantis nas Américas. Patrice Lucas, que serviu como presidente da PSA América Latina, foi deslocado para o cargo de vice-diretor global de engenharia, dedicado ao desenvolvimento de projetos e linhas de produção múltiplas.

Leia mais em www.veiculosenegocios.blogspot.com.br

Veículos & Negócios é publicada mensalmente na versão impressa do jornal Perspectiva e atualizada semanalmente no blog.

Responder