Edição 319Agosto 2021
Quarta, 22 De Setembro De 2021
Editorias

Publicado em 15/07/2021 - 6:55 am em | 0 comentários

Divulgação

Santos apresenta ferramenta de transparência dos gastos públicos

Dados disponíveis de forma mais clara

Santos apresenta ferramenta de transparência dos gastos públicos

Para garantir a transparência dos gastos públicos e torná-lo acessível para todas as pessoas, a Ouvidoria, Transparência e Controle (OTC) de Santos apresentou ontem uma nova página com apresentação simplificada de receitas, despesas e convênios do município.

A página pode ser acessada no Portal da Transparência, no link https://geosiap.santos.sp.gov.br/portal-transparencia/home e apresenta diversas informações, como origem das receitas, gastos com folhas de pagamento, além de facilitar pesquisas por período, por tipo de despesas, lista de todos os patrimônios ativos da Administração e sua localização, entre outros detalhes. Também estão disponíveis informações da Capep-Saúde, Iprev-Santos, Fundação Arquivo e Memória de Santos (Fams), Fundação Parque Tecnológico e Fundação Pró-Esportes de Santos (Fupes).

Apesar das informações já estarem disponíveis no Portal da Transparência, o ouvidor municipal Rivaldo Santos explica que a intenção é deixar os dados de forma mais clara: “Até então, as informações eram apresentadas apenas em tabelas e listas e, muitas vezes, usando termos mais técnicos. A nova página foi criada como uma exibição resumida e de entendimento mais fácil, incentivando o controle social”.

Rivaldo afirma que a página foi pensada para tornar as informações mais simples de serem analisadas: “Percebemos, ao longo do tempo, que apenas oferecer a informação não era suficiente para atender à transparência, pois termos comuns no dia a dia do funcionário público se tornam complexos para um leigo”. 

O desenvolvimento da nova ferramenta levou cerca de três meses e foi criada pela Ouvidoria, em parceria com a secretaria de Finanças e a empresa Embras, responsável pelo portal atual. “Buscamos novas maneiras de apresentar as informações, pesquisando em outros portais de transparência pelo Brasil e por meio das experiências em ferramentas passadas”, completou o ouvidor.

Responder