Edição 275Dezembro 2017
Domingo, 17 De Dezembro De 2017
Editorias

Publicado em 7/08/2017 - 9:05 am em | 0 comentários

Divulgação

Queda em julho e alta no acumulado

Resultados refletem período de férias e incertezas do cenário político

Queda em julho e alta no acumulado

Nelson Tucci

A Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) divulgou o desempenho do setor automotivo no mês de julho e do acumulado de 2017. Automóveis e comerciais leves tiveram retração de 5,48% de vendas em julho sobre junho, mas apresentaram alta de 3,95% no acumulado de janeiro a julho (1.170.308 unidades) sobre o mesmo período de 2016.

Já as vendas de todos os segmentos somados (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros) apresentaram retração de 4% em julho, na comparação com o mês anterior. Foram emplacadas 265.994 unidades em julho, contra 277.185 em junho.

Se comparado ao mês de julho de 2016 (271.827), o resultado geral dos emplacamentos de julho/2017 teve retração de 2,15%. No acumulado do ano, a queda foi de 4,99% sobre 2016. Foram emplacadas 1.771.435 unidades de janeiro a julho/2017, contra 1.864.538 no mesmo período de 2016.

Para o presidente da Fenabrave, a queda nas vendas de automóveis e comerciais leves no mês passado já era esperada em função das férias de julho e das incertezas do atual cenário político, que faz com que os consumidores se retraiam para as compras. “Apesar de o mês de julho ter sido negativo em relação a junho, no acumulado do ano o resultado foi positivo, e as expectativas da Fenabrave, para o segundo semestre, se mantém positivas, baseadas na maior oferta de crédito e na melhora dos índices de confiança”, avalia Alarico Assumpção Júnior, para quem os lançamentos de modelos pelas montadoras também favorecerão os resultados do segundo semestre do ano.

Leia mais em www.veiculosenegocios.blogspot.com.br

Veículos & Negócios é publicada mensalmente na versão impressa do jornal Perspectiva e atualizada semanalmente no blog.