Edição 311Dezembro 2020
Quarta, 20 De Janeiro De 2021
Editorias

Publicado em 12/12/2020 - 7:18 am em | 0 comentários

Jackson Menezes/Divulgação

Operação Natal do Procon-SP prossegue em Santos até quinta-feira

Ação alcançará outras cidades da região

Operação Natal do Procon-SP prossegue em Santos até quinta-feira

O Procon-SP fiscalizou ontem sete estabelecimentos comerciais no bairro do Gonzaga, em Santos, no âmbito da Operação Natal 2020, que ocorre em todo o estado e tem como objetivo coibir abusos e proteger os consumidores que têm saído às ruas para as compras de fim de ano. Entre os principais ramos fiscalizados estão lojas de vestuário, calçados, perfumaria, brinquedos, eletrônicos e departamento.

Ao todo, quatro lojas foram autuadas por problemas relacionados à falta ou inadequação da informação dos preços dos produtos. São elas: C&A, RiHappy, Renner e Lojas Americanas. “O Código de Defesa do Consumidor estabelece não somente que os produtos tenham preço, mas que as informações sejam claras, precisas e ostensivas, de forma a não induzir os consumidores em erro”, afirmou Fabiano Mariano, coordenador regional do Procon-SP.

 A unidade das Lojas Americanas na Avenida Ana Costa também foi autuada por não manter cartaz suspenso indicando a localização de leitor ótico disponibilizado no local para consulta dos preços pelos consumidores.

 “Quando o estabelecimento trabalha com sistema de código de barras e disponibiliza leitores óticos em sua área de vendas, a lei determina que haja cartazes suspensos indicando a localização desses equipamentos, para que o consumidor, de qualquer local da loja, consiga saber prontamente onde deve ir para consultar os preços dos produtos, sem ter que ficar andando de um lado para o outro”, explicou Mariano.

Uma unidade da loja Top Games foi autuada por comercializar produtos importados sem a transcrição para a língua portuguesa de informações essenciais, como suas características, qualidades, composição e origem. Já nas lojas Hering e World Tennis localizadas no Shopping Miramar, não foram constatadas irregularidades.

Na Baixada Santista, a ação é realizada pelos agentes do Núcleo Regional do Procon-SP sediado na cidade de Santos e seguirá até a próxima quinta-feira, com fiscalizações em outros municípios da região.

Os consumidores que se sentirem prejudicados ou verificarem possíveis práticas abusivas podem denunciar junto aos Procons municipais de suas cidades ou, ainda, pelo app ou site do Procon-SP em www.procon.sp.gov.br

Responder