Edição 320Setembro 2021
Sábado, 16 De Outubro De 2021
Editorias

Publicado em 13/08/2021 - 7:34 am em | 0 comentários

Denilson Araujo/Divulgação GESP

Jovens da Fundação Casa terão curso de empreendedorismo

“Negócio Próprio”: conteúdo teórico e incubação

Jovens da Fundação Casa terão curso de empreendedorismo

No Dia Internacional da Juventude, ontem, o governador João Doria assinou termo de convênio entre o governo do estado de São Paulo e a Agência de Fomento Social Besouro para oferecer o “Negócio Próprio”, curso de Empreendedorismo para 50 adolescentes em cumprimento de medida de internação em oito centros socioeducativos da Fundação Casa na capital, interior e litoral.

A formação, com conteúdo teórico e incubação de projeto, é uma parceria com a secretaria de Desenvolvimento Regional, por meio da subsecretaria da Juventude, e a secretaria da Justiça e Cidadania (SJC), para atender aos jovens da instituição vinculada à SJC.

“É pela educação que nós faremos a transformação”, frisou Doria: “Persigam os seus sonhos, sejam eles quais forem, não desistam, isto muda uma vida! Nós estamos ajudando a mudar o Brasil em São Paulo”.

A cerimônia contou com a presença do vice-governador Rodrigo Garcia; os secretários da Justiça e Cidadania e presidente da Fundação Casa, Fernando José da Costa; Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi; Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen; e o subsecretário da Juventude, Luiz Chrysostomo de Oliveira.

Na ocasião, também se celebrou um ano de funcionamento da subsecretaria da Juventude. Quatro adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa na capital e em Osasco assistiram à cerimônia, representando o grupo de jovens beneficiados pela parceria, além de conversarem com o secretário da Justiça e Cidadania, Fernando José da Costa.

“Nós estamos realizando uma revolução na Fundação Casa, com investimentos nos 122 centros socioeducativos. Além de reforma, teremos uma revolução de internet e tecnologia para o atendimento dos adolescentes”, afirmou Costa: “Queremos que esses jovens saiam da internação já com a perspectiva de ter um projeto elaborado para, caso queiram, construam o seu próprio negócio”.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no final de 2020, a taxa de desemprego entre jovens de 18 a 24 anos era de 29,8%, chegando a 42,7% na faixa etária de 14 a 17 anos. O índice geral a população, até então, era de 13,9%

O Dia Internacional da Juventude, criado em 1999 pela Organização das Nações Unidas (ONU), destaca o papel essencial dos jovens na mudança e conscientização dos desafios e problemas enfrentados pelo grupo.

O diferencial da nova formação da Agência de Fomento Social Besouro é de ser composta por duas fases: uma teórica, concentrada em uma semana, e uma prática, com a incubação de um projeto empreendedor, com tutoria, para que seja implementado.

Na primeira, durante cinco dias de imersão on-line, totalizando 30 horas de formação, os adolescentes aprendem conteúdos como noções de finanças, vendas, fluxo de caixa, marca própria, comunicação e criatividade, a partir de 11 módulos existentes na metodologia.

Já na segunda etapa, durante a incubação, são 90 dias dedicados a desenvolver o projeto, com base no conteúdo aprendido. Um profissional da Agência Besouro será o mentor no período, auxiliando para que os jovens sejam capazes de construir o projeto do próprio negócio.

“É imprescindível firmarmos parcerias para compreender as necessidades dos jovens nos mais diversos contextos. Estamos oferecendo essa capacitação para os adolescentes da Fundação Casa e esperamos impactá-los positivamente em seu ingresso no mercado competitivo”, frisou o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi.

“O curso auxilia a juventude a tornar realidade o sonho de ter o próprio negócio. Sem ônus ao estado, o programa ainda vai oferecer apoio aos alunos após o curso, garantindo a eficácia da parceria”, acrescentou o subsecretário da Juventude, Luiz Oliveira.

Do total de 50 adolescentes participantes, 36 rapazes estão internados as unidades Osasco II, em Osasco; Manacá da Serra, em Franco da Rocha; Tamoios, em São José dos Campos; Praia Grande I, em Praia Grande; Ribeirão Preto; e Rio Dourado, em Lins; e 14 garotas cumprem medida socioeducativa nas unidades Feminino Bom Retiro, na capital, e Feminino de Cerqueira César, no interior paulista.

Os jovens, de ambos os sexos, possuem idade mínima de 15 anos, cursam o ensino médio e que já possuíam desejo em empreender. A maioria possui perspectiva de desinternação em até quatro meses após começar o curso, cujo início está previsto para meados de setembro.

Responder