Edição 320Setembro 2021
Sábado, 16 De Outubro De 2021
Editorias

Publicado em 29/09/2021 - 6:55 am em | 0 comentários

Divulgação

Inspeção técnica avalia obras do 2º trecho do VLT em Santos

Prefeito Rogério Santos recepcionou comitiva

Inspeção técnica avalia obras do 2º trecho do VLT em Santos

O secretário executivo dos Transportes Metropolitanos (STM), Paulo Galli, e o prefeito de Santos, Rogério Santos, se reuniram ontem para acompanhar o andamento das obras do 2º trecho do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), entre Conselheiro Nébias e Valongo, em Santos.

O encontro foi realizado na sede da Prefeitura e contou também com a presença do diretor-presidente da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU), Marco Antonio Assalve. Após a reunião, foi realizada inspeção no canteiro de obras da Avenida Conselheiro Rodrigues Alves, entre a avenida Conselheiro Nébias e a Rua Pérsio de Queiroz Filho, juntamente com engenheiros da construtora Queiroz Galvão e equipe técnica de engenharia da EMTU. No local estão sendo realizadas obras de implantação de nova rede de esgoto e drenagem.

“O VLT não é apenas uma solução de transporte, mas também representa ganhos ambientais e de infraestrutura, já que as obras que faremos vão garantir diversos benefícios para a região, entre eles uma drenagem melhor para os trechos e a redução de poluentes na cidade”, informou Galli, reforçando que os recursos estão garantidos para a segunda etapa: “Existe uma sinergia muito grande entre o Governo do Estado de SP e a Prefeitura. Juntos, conseguimos tomar as decisões necessárias para ganhar velocidade”.

Segundo o diretor-presidente da EMTU, o alinhamento com a prefeitura tem contribuído para garantir que o cronograma das obras seja cumprido: “Essa é uma obra urbana com bastante complexidade e interferências, que depende também da liberação de trechos. É preciso respeitar todas as etapas de autorizações necessárias e nessa questão a prefeitura tem nos ajudado bastante com a liberação de várias frentes de obra, que vão fazer os trabalhos ganharem velocidade”.

A previsão é de que as obras sejam totalmente concluídas no início de 2023 e o início da operação aconteça no último trimestre de 2022. As reuniões entre a STM, EMTU e a Prefeitura têm acontecido mensalmente, tendo sido a última realizada em 9 de agosto, com a presença do secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy.

O novo trecho terá 8 km de extensão, 14 estações e capacidade para transportar até 35 mil passageiros por dia. O VLT da Baixada Santista é silencioso, elétrico, sem emissão de poluentes e proporciona aos passageiros redução do tempo de viagens entre os municípios de Santos e São Vicente, unindo trabalho e turismo além de requalificar as áreas urbanas por onde passa.

Responder