Edição 273Outubro 2017
Segunda, 20 De Novembro De 2017
Editorias

Publicado em 2/03/2017 - 8:39 am em | 0 comentários

Reprodução

Dia Internacional da Mulher terá programação especial em São Paulo

Mulher: programação gratuita sem necessidade de inscrição

Dia Internacional da Mulher terá programação especial em São Paulo

Para comemorar o Dia Internacional da Mulher, na próxima quarta-feira, 8, as instituições da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo prepararam atividades especiais para todos os públicos. Haverá exibição de making of do filme “Era o Hotel Cambridge”, de Eliane Caffé, no MIS-SP, encontro literário na Casa Guilherme de Almeida, entrada gratuita no Museu do Futebol, concerto na Sala São Paulo, Sarau Feminista e Encontro com Leitores nas Fábricas de Cultura.

A Casa Guilherme de Almeida resgatará a produção literária de poetisas pouco lembradas no percurso histórico da poesia brasileira no encontro “Vozes Femininas: Grandes Esquecidas”, no dia 8, às 19 horas. Entre as autoras estão Francisca Júlia da Silva, Auta de Souza, Gilka Machado e Narcisa Amália.

No dia 08, às 20 horas, o Museu da Imagem e do Som (MIS-SP) exibirá o making of do filme “Era o Hotel Cambridge”, que estreia nacionalmente dia 16 de março. Dirigido por Eliane Caffé, o longa narra a trajetória de refugiados recém-chegados ao Brasil, que, juntos com trabalhadores sem-teto, ocupam um antigo edifício no Centro de São Paulo. Eliana e Carla Caffé realizarão debate ao final da apresentação. Para participar é necessário retirar os ingressos com uma hora de antecedência na recepção do Museu. Entrada gratuita.

Todos os domingos de março (5, 12, 19 e 26), às 14 horas, o Museu Afro Brasil fará visitas monitoradas com o tema “Negras Mulheres” na exposição de longa duração do espaço. O objetivo é revelar a importância e a contribuição histórica de mulheres pintoras, escritoras, líderes religiosas, entre outras personagens fundamentais no País.

O Museu do Futebol oferece entrada gratuita às mulheres no dia 8, além de uma programação especial ao longo do mês de março, na qual os visitantes poderão descobrir mais a respeito de personalidades femininas que representam as mulheres dentro e fora de campo. O quiz terá temas como “Respeita a Moça”, no sábado, às 14 e 15h30, que homenageia atletas e personalidades femininas de vários esportes, instigando os participantes a descobrir mais sobre elas; “Mulheres de Ouro”, no domingo, às 14 e 15h30), onde os visitantes serão desafiados a conhecer mais sobre as campeãs famosas e anônimas e “Mulheres de Expressão” (18, às 14 e 15h30), que revelará as heroínas que transformaram a sociedade em diversas áreas de atuação e lutaram pelo espaço e direito no século XX.

No Museu do Café as visitas educativas agendadas e espontâneas abordarão o papel social da mulher em relação à história do café. No dia 8, o Núcleo Educativo realizará a Oficina de Autorretrato: “Sou Mulher, logo existo”, às 14 horas. Já no sábado (11), no mesmo horário, acontece o bate-papo e oficina de desenho: “A figura e o papel da mulher na história da arte”. As atividades são gratuitas. Para visitas agendadas, é necessário se inscrever pelo e-mail educadores@museudocafe.org.br

A Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo e o Coro da Osesp se apresentam no dia 8, às 21 horas, com concerto especial em homenagem às mulheres na Sala São Paulo. Sob regência de Valentina Peleggi, o Coro da Osesp cantará à capela obras de três compositoras de diferentes períodos: Morir non può il mio cuore, de Maddalena Casulana (Renascimento), Kyrie after Byrd, de Roxanna Panufnik (Contemporâneo) e Hymme au Soleil, de Lili Boulanger (Moderno). Em seguida, Marin Alsop rege a Sinfonia nº 9, de Beethoven, junto ao Coro e convidados – as sopranos Camila Titinger e Luisa Francesconi Mezzo, o tenor Paulo Mandarino e o barítono Leonardo Neiva. Os ingressos custam R$ 100 (meia entrada R$ 50) e podem ser adquiridos pelo site da Ingresso Rápido (www.ingressorapido.com.br) ou na bilheteria da Sala São Paulo, de segunda a sexta-feira, das 10 às 18 horas.

As Fábricas de Cultura também prepararam atividades especiais para ressaltar a importância da data. Na unidade da Vila Curuçá haverá o Encontro de Leitores com a análise do livro “Malala, a menina que queria ir para a escola”, de Adriana Carranca, no qual o intuito é mostrar a dimensão dos direitos da mulher na cultura. A atividade será no dia 7, às 15 horas. No mesmo local, haverá, no dia 11, um Sarau Feminista, às 14h30, a fim de difundir os textos de autores da literatura marginal promovendo o incentivo à leitura.

Na unidade de Sapopemba, haverá no dia 8, às 15 horas, uma intervenção no ateliê de bordados com músicas e poesias de Adélia Prado, Ana Moraes e Cecília Meireles. No final, ocorrerá uma roda de conversa par refletir a trajetória da mulher na arte. Um pouco mais cedo, às 11 horas, em Itaim Paulista, serão mostradas as interpretações femininas de composições de Gilberto Gil.

Em Cidade Tiradentes, ainda no dia 8, às 15h30, haverá sessão de cinema com o curta-metragem “Não Bata” e roda de conversa para discutir os direitos da mulher. A Fábrica de Cultura do Parque Belém fará a atividade literária “Mulheres sem máscaras”, no dia 9, às 15 horas, apresentando histórias de mulheres que mudaram os rumos da história como a atriz Angelines Fernández, intérprete da Dona Clotilde no seriado “Chaves”, que lutou na Guerra Civil Espanhola, em 1936.

As bibliotecas também participam da programação. Na Biblioteca Parque Villa-Lobos, crianças a partir de 7 anos conhecerão um pouco mais sobre a história de mulheres que fizeram história por meio de pinturas de imagens que as representam. O Pintando o 7 será às 10h30, no dia 8, quarta-feira. No dia seguinte, às 16 horas, o Luau BVL, indicado para jovens a partir de 13 anos, discutirá o discurso feminino de empoderamento nas práticas poéticas. A atividade será realizada também na Biblioteca de São Paulo, no mesmo dia, mas às 12h30. Toda a programação é gratuita e não é necessário se inscrever.

Para conhecer a programação cultural de todo o Estado, acesse a plataforma SP Estado da Cultura em www.estadodacultura.sp.gov.br