Edição 294Julho 2019
Quinta, 22 De Agosto De 2019
Editorias

Publicado em 8/08/2019 - 7:51 am em | 0 comentários

Reprodução

Consumidor brasileiro está atento ao sódio em produtos cárneos

Rótulo Limpo: o que efetivamente está presente no alimento

Consumidor brasileiro está atento ao sódio em produtos cárneos

Os latino-americanos estão lendo cada vez mais os rótulos e, quando se trata do consumo de produtos cárneos, estão analisando melhor os ingredientes para evitar aqueles que entendem como prejudiciais à saúde. A Kerry mostra em estudo recente, produzido na América Latina, que 90% dos entrevistados consideram importante os produtos serem fabricados com ingredientes aceitáveis (de origem natural ou com substâncias orgânicas na fórmula, além de frutas e legumes).

O Brasil está entre os maiores consumidores de carnes no mundo. Segundo levantamento da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), os Estados Unidos lideraram o consumo de carne em 2017 com 98,6 quilos per capita por ano. A Austrália ficou em segundo (94,6 quilos per capita) e os Argentinos em terceiro (88,7 quilos per capita). O Brasil apareceu na sexta colocação, com consumo de 78,6 quilos per capita e com preferência para a carne de aves, sendo 39,9 quilos anuais por habitante.

Na América Latina, o estudo da Kerry indica que a categoria de carnes é a terceira mais consumida, depois de laticínios e produtos de panificação. A pesquisa revelou que 88% dos entrevistados consumiram itens cárneos (calabresas, presuntos e as demais carnes processadas) pelo menos uma vez por mês, havendo maior frequência entre os homens e pessoas na faixa etária de 18 a 34 anos. E a busca por qualidade nestes alimentos também tem aumentado, o que implica em um verdadeiro estudo dos rótulos.

A pesquisa da Kerry indica ainda que 49% dos latino-americanos que leem o rótulo dos produtos revisam a quantidade de sódio e isso se torna fator decisivo no momento da compra. Isso mostra a transformação no consumo e o aumento da procura por saudabilidade nas refeições. “As pessoas estão se mostrando mais conscientes e a indústria está mudando a forma como oferece opções de consumo. Para atender a essa demanda e possibilitar que os fabricantes de alimentos e bebidas ofereçam a eles produtos melhores nutricionalmente, mas sem perder o sabor, a Kerry faz pesquisa, desenvolve e apresenta ao mercado diversas tecnologias e soluções que possibilitam a produção de alimentos com maior teor nutritivo ou com propriedades anti microbianas, por exemplo”, afirma Alejandra Rullan, diretora de Nutrição da Kerry na América Latina.

Diante de tantas transformações no consumo, a indústria está alterando inclusive a forma como oferece as informações dos alimentos, deixando os rótulos mais simples, com menos ingredientes e mais compreensíveis. Essa transformação faz parte do conceito Clean Label ou “Rótulo Limpo”. O termo comumente usado na indústria descreve o desejo do consumidor de saber sobre o que está presente em seu alimento, onde foi desenvolvido e como foi processado. Mas falar sobre Rótulo Limpo significa também pensar em nutrição. Consumir produtos nutricionalmente melhores impacta na saúde do nosso organismo.

No portfólio dos produtos cárneos, a Kerry tem à disposição diversas tecnologias Clean Label divididos em ingredientes fermentados, condensados de fumaça e aromas naturais. A linha TasteSense é um exemplo – o modulador de sabor líquido e em pó permite suavizar as notas amargas e otimizar o sabor. Além disso, aumenta a percepção do sal, sem agregar sódio.

A Kerry oferece uma solução natural para entregar sabor fresco, alinhando processos avançados de destilação, filtração e separação de substâncias buscando compostos que acentuam esse sabor. Adicionalmente podem substituir conservantes artificiais, já que possuem benefício antimicrobiano.

Já a linha Durafresh, complementa o sabor dos alimentos, e ainda atua nas carnes com propriedades que são efetivas contra bolores, leveduras e bactérias. A linha tolera tratamentos térmicos e todo tipo de processamento, podendo ser utilizada em carnes, molhos, lácteos e sopas.

Outra solução desenvolvida pela Kerry é a Accel, solução composta por um fermentado de aipo (vegetal naturalmente rico em nitrato que após a fermentação é transformado em nitritos), que auxilia na preservação da carne curada A tecnologia não interfere no sabor e tem aplicação principalmente em linguiças curadas, salsichas e presuntos.

A Kerry desenvolve soluções inovadoras e tecnológicas para a indústria alimentícia e farmacêutica. A companhia tem investido durante anos em pesquisas e alta tecnologia para valorizar a experiência do sabor, agregando valor nutricional aos alimentos e impactando a experiência alimentícia de bilhões de pessoas ao redor do mundo. Em 1994, a Kerry passou a atuar na América Latina, começando pelo México. Em 1998, a companhia se instalou no Brasil. Mais informações em www.kerry.com.br