Edição 327Abril 2022
Quinta, 26 De Maio De 2022
Editorias

Publicado em 27/01/2022 - 6:55 am em | 0 comentários

João Athaíde/Divulgação

Condomínio horizontal utiliza concreto verde e busca certificação

Produto apresenta redução de CO2 de até 50%

Condomínio horizontal utiliza concreto verde e busca certificação

A LafargeHolcim firmou contrato com a N. S. A. Incorporações para fornecimento do concreto verde (EcoPact), da marca Holcim, que está sendo utilizado na construção de um condomínio horizontal com 20 unidades habitacionais, em São José dos Campos, no interior de São Paulo. O empreendimento será o primeiro do Brasil a receber o novo produto e está adotando as medidas necessárias para ser o primeiro do Vale do Paraíba a obter a certificação da Green Building Brasil (GBC), voltada para sustentabilidade em construções. Esta será a primeira entrega do produto no Brasil. Fruto do investimento da LafargeHolcim em pesquisa e tecnologia, o EcoPact apresenta corte de até 50% nas emissões de CO2, além de excelente qualidade, reduzindo a necessidade de manutenções nas edificações em que é utilizado.

“Esta é a nossa primeira entrega de concreto verde. O produto se enquadrou muito bem ao projeto do cliente, que é desenvolvido com um conceito ecológico e voltado para a sustentabilidade na construção. Além da redução de CO2, oferecemos um produto de alta resistência, performance e durabilidade. Estamos sempre trabalhando para desenvolver soluções sustentáveis, diferenciadas e com alto valor agregado aos clientes”, explica Eduardo Sales, diretor de concreto e agregados da LafargeHolcim.

Inicialmente, está prevista a entrega de 200 metros cúbicos do produto, o equivalente a cerca de 30 caminhões, para a construção das 20 casas. Esse tipo de concreto foi escolhido pela incorporadora por se adequar ao conceito do empreendimento, cuja premissa é a utilização de materiais e tecnologias para auxiliar na redução do consumo de recursos naturais e emissão de poluentes. A Certificação GBC Brasil Condomínio é aplicável a novas construções de condomínios multifamiliares e avalia as fases de projeto e obra a fim de reconhecer residências mais eficientes e confortáveis. Para tanto, a certificação analisa, mediante relatórios e auditorias presenciais, o atendimento a diversos pré-requisitos e créditos, divididos em oito categorias.

“Estamos investindo na construção sustentável, pois enxergo que esse é o único norte para a construção no mundo. Fico muito contente em ver que uma empresa do porte da LafargeHolcim tem essa percepção, que o cliente é cada vez mais exigente e quer uma casa mais responsável. O uso do concreto verde no projeto é uma das medidas que estamos adotando para minimizar os impactos ambientais, conforme os parâmetros estabelecidos na certificação. Nesse empreendimento em especial, o Eco Residencial Vita Nature, nosso foco é realizar um projeto realmente sustentável, numa área integrada com a natureza, melhorando a qualidade de vida das pessoas”, explica Haroldo Mota, proprietário da N. S. A. Incorporações.

O concreto verde da Holcim está alinhado ao compromisso da companhia com a sustentabilidade. Em 2020, a empresa foi a primeira do setor de materiais de construção a assinar o compromisso Net Zero, cujo objetivo é zerar as emissões líquidas de carbono até 2050. A companhia também tem trabalhado em programas de reaproveitamento de resíduos na indústria de cimento. No Brasil, a fábrica de Montes Claros, em Minas Gerais, passou a utilizar novo sistema de moagem. Com investimento de R$ 10 milhões, o equipamento elimina a geração de 11 mil toneladas/ano de rejeitos de combustível sólido que passam a ser processados e incorporados à matriz energética da unidade.

Responder