Edição 320Setembro 2021
Sábado, 16 De Outubro De 2021
Editorias

Publicado em 12/07/2021 - 6:55 am em | 0 comentários

Divulgação

Componentes impactam vendas

Muito difícil fazer previsão no Brasil, desabafa dirigente

Componentes impactam vendas

Nelson Tucci

A falta de componentes já causa estragos na indústria automotiva. No Brasil algo próximo de 130 mil veículos deixaram de ser produzidos no primeiro semestre. Isto equivale a 11% ou 12% de tudo o que se fez neste setor. Na América do Sul (região em que o Brasil responde por 80% da produção) deixaram de ser feitos mais de 160 mil veículos de janeiro a junho e, no mundo, o buraco é de 3,6 milhões de automóveis, calculado pelo Boston Consulting Group. A Anfavea (associação das montadoras) revisou seus números para este ano.

“Nunca foi tão difícil fazer uma previsão no Brasil”, desabafou Luiz Carlos Moraes, presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, aos jornalistas. Segundo ele, o crescimento na produção (anual de 2021 sobre 2020) não deverá ser de 25%, mas de 22%, o que projeta 2,46 milhões de novos veículos no país. Mas se de um lado os segmentos de leves estão mais moderados, sobrou otimismo para os pesados (caminhões e ônibus), uma vez que o agronegócio e o crescimento de frotas de caminhão (com a pandemia aumentaram as entregas das compras online) elevaram projeções. Segundo a Anfavea, estes deverão ter crescimento de 42% neste ano. A base é o desempenho das fábricas. Vistas separadas, as unidades de caminhões produziram 74,7 mil unidades (da quais 58,7 mil já licenciadas) nos seis primeiros meses, reportando ao desempenho de 2014.

Leia mais em www.veiculosenegocios.blogspot.com.br

Veículos & Negócios é publicada mensalmente na versão impressa do jornal Perspectiva e atualizada semanalmente no blog.

Responder