Edição 309Outubro 2020
Quarta, 25 De Novembro De 2020
Editorias

Publicado em 4/11/2020 - 7:16 am em | 0 comentários

Divulgação

Canal da USP Filarmônica transmitirá o Festival Música Nova “Gilberto Mendes”

FMN será on-line pela primeira vez desde 1962

Canal da USP Filarmônica transmitirá o Festival Música Nova “Gilberto Mendes”

Inicia sexta-feira a 53ª edição do Festival Música Nova (FMN) “Gilberto Mendes”, se estendendo até 16 de novembro, sempre às 19 horas com transmissão via canal da USP Filarmônica no Youtube, em www.youtube.com/uspfilarmonica Este ano, pela primeira vez on-line, o evento apresentará obras inéditas de compositores de vários países, bem como obras experimentais de toda a história da música, com a particularidade de ter obras solo, com compositores tocando o próprio instrumento, principalmente por uma adequação às normas sanitárias vigentes e decorrentes da pandemia.

De acordo com Lucas Galon, diretor artístico do FMN, o público vai conferir o cumprimento de diretrizes da coordenação do festival, elencadas desde 2012 e que tratam de contemplar as múltiplas linhas da música contemporânea de concerto.

O Festival Música Nova Gilberto Mendes foi idealizado pelo santista Gilberto Mendes (1922-2016) e é realizado desde 1962. Já foi produzido simultaneamente nas cidades de Santos e São Paulo (desde 1985), além de concertos em Ribeirão Preto e Campinas (desde 1992). Desde 2012, de acordo com o desejo expresso por Gilberto Mendes, a USP de Ribeirão Preto passou a ser a entidade sede do evento.

 “O festival tem uma tradição que vem da música de vanguarda, principalmente dos anos 60. Então desde que Ribeirão passou a ser sede do evento, temos aberto essas linhas para as mais diversas possibilidades, desde a nova consonância até as músicas experimentais de todos os tempos”, explica Galon.

Outra novidade da 53ª edição é o concerto temático e dedicado, como é o caso do violão e da viola caipira. “Nunca tivemos um dia de música contemporânea dedicada à viola caipira e nesta edição teremos. Dentro deste arcabouço de diversidades, trazemos também uma interface com a música popular urbana”, ressalta Galon.

O festival traz ainda uma tradição de peças compostas para a ocasião, com diversas estreias mundiais, e, nesta edição, algumas que fazem alusão à pandemia, bem como obras de jovens compositores e a interface internacional, com envolvimento de intérpretes e compositores do mundo todo.

“O Festival Música Nova, em sua edição on-line, assume importante papel nos tempos atuais, onde as novas linguagens da arte são imprescindíveis frente à condição de quarentena em que vive o mundo”, comenta Márcio Barreto, coordenador geral do 53º FMN.

Esta edição do FMN conta com a direção artística de Lucas Galon, pós-doc do Departamento de Música da Ffclrp-USP e coordenação geral de Márcio Barreto, do Imaginário Coletivo de Santos. O professor responsável é o titular Rubens Russomanno Ricciardi (DM-Ffcrp-USP).

A 53ª edição é uma realização do NAP-Cipem, ligado ao Departamento de Música da Ffclrp-USP (USP de Ribeirão Preto), e do Imaginário Coletivo de Arte de Santos. A programação completa do FMN está disponível nas redes sociais da USP Filarmônica e no Facebook do próprio Festival, nos seguintes links: www.facebook.com/FestivalMusicaNovaGM, www.instagram.com/uspfilarmonica, e www.facebook.com/uspfilarmonica

Responder