Edição 273Outubro 2017
Domingo, 19 De Novembro De 2017
Editorias

Publicado em 28/10/2017 - 7:25 am em | 0 comentários

Divulgação

As fantásticas atrações do Alentejo, a maior região de Portugal

As fantásticas atrações do Alentejo, a maior região de Portugal

Com pouco mais de 500 mil habitantes e 27 mil quilômetros quadrados, o Alentejo, em Portugal, chama a atenção por suas pequenas vilas que abrigam tesouros impressionantes, castelos medievais, capelas sinistras moldadas com crânios e outros ossos humanos e catedrais. Localizada a menos de 100 quilômetros de Lisboa, a região é uma excelente opção para aqueles que apreciam viajar pela história.

Considerado o destino mais genuíno de Portugal, o Alentejo é a maior região do país. Privilegiando um lifestyle tranquilo em que a experiência de viver bem dá o tom, conta com belas praias intocadas e cidades repletas de atrações ímpares, como castelos e monumentos históricos. Detentor de três títulos da Unesco e diversos outros prêmios e reconhecimentos internacionais no setor do turismo, o Alentejo oferece opções para todos os tipos de viajantes, sejam famílias, casais em lua de mel ou aventureiros.

Conheça algumas das atrações:

Paço Ducal de Vila Viçosa – Um dos prédios mais emblemáticos do Alentejo, esse palácio foi um dos favoritos da família real portuguesa durante séculos. Sua fachada mede 110 metros revestidos com mármore extraído da própria região. Hoje, o paço funciona como um museu, e seu acervo inclui o antigo mobiliário da realeza portuguesa.

Castelo de Evoramonte – Situado entre Évora e Estremoz, esse castelo construído no século XVI fica no alto da Serra d’Ossa e é o guardião da pequena vila de Evoramonte, que foi fundada para fins militares. Composto por três pisos nobres no pavilhão central, tem salas de abóbadas góticas e, no terraço, uma bela vista com campo de visão de 360 graus.

Castelo de Marvão – No ponto mais alto da Serra de São Mamede, encontra-se essa construção magnífica, com seu belo e colorido jardim protegido por muros. A vista é um verdadeiro espetáculo da natureza, possibilitando uma visão panorâmica dos campos verdes da serra.

Capela dos Ossos – Uma das construções mais impactantes da região tornou-se símbolo da cidade de Évora. Localizada no interior de Igreja de São Francisco e construída no século XVII, seus pilares e paredes são revestidos por ossos que foram retirados dos cemitérios da cidade, transmitindo uma mensagem sobre a transitoriedade da vida.

Sé Catedral de Évora – Outra importante atração da principal cidade do Alentejo é a maior catedral medieval de Portugal. Com duas torres assimétricas e uma cúpula notável, a igreja é austera e grandiosa. Sua capela-mor é decorada com mármores de diversas origens e seu verdadeiro nome é Basílica Sé de Nossa Senhora da Assunção, um marco da arquitetura portuguesa.

Castelo de Monsaraz – Construído no século XIV, proporciona uma vista panorâmica dos campos e do magnífico lago Alqueva. Sua localização é privilegiada, já que Monsaraz é um dos povoados mais charmosos do Alentejo. Foi construído com pedraria irregular de granito e xisto.

Aqueduto da Amoreira – Um dos cartões postais da cidade de Elvas, o Aqueduto da Amoreira foi uma ousada construção para suprir a escassez de água devido ao aumento da população. Sua construção foi iniciada em 1530 e se prolongou por um século. Com 843 arcos e algumas galerias subterrâneas, é uma das obras mais intrigantes do Alentejo.

Templo romano de Évora – Com mais de 2.000 anos, é uma das ruínas históricas mais importantes de Portugal e um dos mais visíveis símbolos da ocupação romana na cidade. Foi declarado Patrimônio Mundial pela Unesco.

Forte da Graça – Conhecida por sua história marcada pela guerra, Elvas abriga diversos fortes construídos para proteger a região de invasores. Em posição dominante sobre o monte Nossa Senhora da Graça, o Forte da Graça se destaca por sua arquitetura peculiar, que proporciona uma vista impressionante.

Santuário de Nossa Senhora de Aires – Obra de arte do barroco alentejano, fica no pacato vilarejo de Viana do Alentejo. Por dentro e por fora, a construção é um verdadeiro espetáculo de cores, com mármores e talha dourada, detalhes robustos e objetos centenários.

Cromeleque dos Almendres – Com aproximadamente 7.000 anos de idade, este impressionante monumento megalítico está localizado nos arredores de Évora. Com mais de 90 monólitos dispostos em formato circular e em perfeito estado de conservação, guarda parte da história da humanidade no período Neolítico.

Mais informações em www.turismodoalentejo.com.br