Edição 275Dezembro 2017
Segunda, 18 De Dezembro De 2017
Editorias

Publicado em 24/11/2016 - 6:38 am em | 0 comentários

Divulgação

Alckmin autoriza liberação de R$ 200 mil para ampliação da Casa da Esperança

Vice-presidente Lamartine assinou convênio no Palácio dos Bandeirantes

Alckmin autoriza liberação de R$ 200 mil para ampliação da Casa da Esperança

O governador Geraldo Alckmin, assinou ontem, no Palácio dos Bandeirantes, convênio com a Casa da Esperança de Santos, no valor de R$ 200 mil. O recurso será investido na ampliação do prédio da entidade, que atende crianças e jovens de 0 a 18 anos portadores de deficiência física e intelectual.

A assinatura do convênio foi indicação do deputado federal João Paulo Papa (PSDB-SP), que encaminhou a Alckmin a necessidade da entidade, que busca formas para viabilizar a expansão do prédio – o que possibilitará o aumento da capacidade de atendimento diário. Atualmente, a Casa da Esperança de Santos realiza, em média, 5.000 procedimentos por mês de forma gratuita a pacientes de toda a Baixada Santista, por meio de acordos com algumas prefeituras locais.

O convênio foi assinado pelo vice-presidente da entidade, Lamartine Lélio Busnardo, que representou o presidente, Luiz Roberto Barroso, que está em viagem ao exterior. A entidade também foi representada pelo diretor Charles Dias.

“Muito oportuna e significativa a liberação destes recursos, pois, além da ampliação, vai permitir a separação das áreas técnica e administrativa”, ressaltou Lamartine: “Agradeço ao governador Alckmin e, de forma especial, ao deputado Papa, que há tempos é um grande parceiro e apoiador do trabalho desenvolvido pela instituição”.

“A Casa da Esperança realiza um trabalho fundamental para a nossa região, é uma referência neste tipo de serviço”, justificou o deputado Papa: “Tem uma trajetória de dedicação e amor, mantendo a missão de buscar a reabilitação destes jovens. Agradeço ao governador por ter sido sensível a este pedido. Tenho certeza que, com esse recurso, mais pessoas famílias serão atendidas e terão acesso a um tratamento de excelência”.