Edição 327Abril 2022
Terça, 17 De Maio De 2022
Editorias

Publicado na Edição 325 Fevereiro 2022

Acervo FAMS

Uma vida dedicada à política

Edmur iniciou a carreira política em Santos, em 1982

Uma vida dedicada à política

O Programa Memória-História Oral entrevistou o político e advogado Edmur Mesquita no dia 14 de outubro de 2009, no Museu da Imagem e do Som de Santos (MISS). No seu depoimento, Edmur contou sobre sua infância passada nas cidades de Santos e Iguape, sua juventude como tenista e de sua intensa carreira política.

Edmur Mesquita de Oliveira nasceu no dia 17 de maio de 1954, no Hospital Anglo-Americano, em Santos, e faleceu em São Paulo, em 12 de fevereiro de 2022. Morou nos bairros do Campo Grande e Gonzaga, e passou boa parte de sua infância e juventude em Iguape, cidade natal de seu pai. Estudou nos colégios Santista e Independência, e teve seu primeiro emprego aos 13 anos, como instrutor de tênis no Tortuga Clube, em Guarujá.

Formado em Direito pela Universidade Católica de Santos (Unisantos), Edmur tinha vasta experiência na política e administração pública. Iniciou a carreira em Santos, em 1982, quando se elegeu vereador pelo então PMDB com 6.552 votos, a maior votação entre os vereadores naquela disputa. Nas eleições de 1988 renovou seu mandato pelo PSDB, legenda que ajudou a fundar e na qual ficou até 2018.

Foi secretário de Cultura de Santos de 1993 a 1996, na gestão do prefeito David Capistrano (PT). Durante a gestão do governador Mário Covas (PSDB), em 1995, tornou-se chefe de gabinete da Secretaria Estadual da Cultura. Em 1996 disputou a prefeitura de Santos, ficando em terceiro lugar com 41.628 votos.

Edmur foi eleito deputado estadual em 1998, com 37.649 votos, e em 2000 disputou a prefeitura de Santos, terminando em 4º lugar com 10.935 votos. No governo estadual teve funções de destaque, como a secretaria-adjunta de Cultura, a vice-presidência da Fundação Casa e a diretoria executiva da Agência Metropolitana da Baixada Santista (Agem).

Em 2020 Edmur foi nomeado assessor técnico da Secretaria de Governo da Prefeitura de Santos, para auxiliar o chefe do Executivo, Rogério Santos (PSDB), na interlocução com os governos estadual e federal.

Assista o depoimento completo de Edmur Mesquita no canal oficial do Programa Memória-História Oral no Youtube, no endereço www.youtube.com/programamemoriahistoriaoral

Conheça o trabalho desenvolvido pela Fundação Arquivo e Memória de Santos: acesse o site www.fundasantos.org.br

Responder