Edição 285Outubro 2018
Quinta, 15 De Novembro De 2018
Editorias

Publicado na Edição 285 Outubro 2018

Luiz Carlos Ferraz

Procon-Santos e Santander assinam “Solução 100%”

Procon-Santos e Santander assinam “Solução 100%”

Está em vigor o protocolo “Solução 100%” assinado entre o Procon-Santos e o banco Santander, assumindo boas práticas para solucionar de forma mais rápida – e sem a necessidade de uma audiência de conciliação – reclamações entre a instituição financeira e o cliente. A iniciativa ocorreu após outras instituições financeiras, assim como empresas de telefonia e administradoras de planos de saúde, firmarem parceria semelhante com resultados satisfatórios, comemorou Rafael Quaresma, coordenador do Procon-Santos. Objetivo é resolver as ocorrências em até cinco dias úteis, metade do tempo atual, com atendimento de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, no Poupatempo e nos postos avançados do Procon.


Pensando na praticidade, rapidez e conforto do consumidor, foi criada a Liggi, em www.liggi.com.br A plataforma oferece assistência técnica de iPhones em domicílio e realiza os serviços no período máximo de uma hora após a chegada do técnico no local, com atendimento nos municípios da Grande São Paulo.


O advogado brasileiro Horácio Bernardes Neto foi eleito presidente da International Bar Association, a maior organização de operadores do Direito do mundo, no congresso mundial da entidade, em outubro, em Roma, Itália. Bernardes Neto, que ocupava o cargo de vice-presidente, passa a ser o primeiro brasileiro a comandar a instituição, a partir de janeiro do ano que vem. Fundada em 1947, a IBA reúne mais de 80 mil advogados, centenas de escritórios de advocacia e 190 ordens profissionais de todo mundo.


O brasileiro prefere ficar no trânsito ou até mesmo ir ao dentista do que ter que conversar por telefone com um serviço de atendimento ao cliente, o famigerado SAC. É o que apurou pesquisa realizada pelo grupo Opinium em parceria com a Zendesk, ao constatar que 35% dos entrevistados consideram a relação uma das mais desagradáveis do cotidiano. A alegação é que o consumidor, em sua maioria, ou é atendido por máquinas ou por atendentes robotizados. Para Claudio Isibara, gerente de tecnologia da informação do Grupo KSL, focar em inovações tecnológicas é fundamental para as empresas, mas é importante estar atento à humanização do atendimento, pois os bots por mais modernos que sejam, nem sempre conseguem resolver os pedidos mais complexos ou prover soluções personalizadas.

CARTAS para esta coluna: Jornal Perspectiva, Consumidor & Cidadania, e-mail: redacao@jornalperspectiva.com.br