Edição 308Setembro 2020
Quinta, 22 De Outubro De 2020
Editorias

Publicado na Edição 305 Junho 2020

Direitos Humanos nas Américas

Direitos Humanos nas Américas

Ong Anistia Internacional Brasil divulgou relatório sobre violações dos Direitos Humanos em 2019, que afirma que o discurso contrário aos direitos humanos adotado por autoridades no país gerou medidas administrativas e legislativas com impactos concretos na limitação e na perda de direitos fundamentais da população. Intitulado “Direitos Humanos nas Américas: retrospectiva 2019”, lista entre os destaques alusivos ao Brasil a crise ambiental e de direitos humanos na Amazônia, o agravamento da violência policial, a impunidade para os envolvidos no assassinato da defensora de direitos humanos Marielle Franco, as violências contra ativistas e as tentativas de flexibilizar o acesso a armas para a população.


O novo perfil do consumidor revela alguém conectado às inovações tecnológicas, mais exigente e atento às tendências do mercado, que vive em uma realidade na qual por meio do smartphone pode ter uma experiência surpreendente ou solucionar problemas em poucos cliques e de qualquer lugar. Para Deivis Santos, CBO da Nexcore Tecnologia, garantir a satisfação do consumidor 5.0 exige mudanças por parte das empresas, algumas muito simples e eficazes, como a implantação de softwares inteligentes de gestão.


Neste momento de isolamento social, a versão mobile do Poupatempo Digital oferece ao cidadão a possibilidade de realizar consultas e serviços online, no celular, com a mesma qualidade e eficiência, sem a necessidade de deslocamento a um posto físico para ter a solicitação atendida, garantindo a prestação de pelo menos 60 serviços públicos, inclusive de prefeituras, mesmo de forma remota. Ao baixar o APP é possível efetuar o cadastro, sendo que aqueles que já utilizam o site do Poupatempo poderão usar o mesmo login e senha.


Movimento “Separe. Não Pare”, que contribui para a população separar e descartar corretamente os resíduos domésticos, alerta que em tempos de pandemia do novo coronavírus é preciso estar atento a materiais que possam estar contaminados, minimizando tanto a disseminação do vírus quanto o contágio pelos profissionais responsáveis pela coleta de lixo. Recomenda a embalar seringas e agulhas em sacos plásticos reforçados e guardar para descartar somente nos postos de saúde, enquanto máscaras e luvas usadas, especialmente se houver riscos de estarem contaminadas, devem ser descartadas no lixo comum, porém redobrando o cuidado de embala-las bem e em duas ou mais sacolas plásticas para diminuir contato.

CARTAS para esta coluna: Jornal Perspectiva, Consumidor & Cidadania, e-mail: redacao@jornalperspectiva.com.br

Responder