Edição 296Setembro 2019
Sábado, 21 De Setembro De 2019
Editorias

Publicado na Edição 289 Fevereiro 2019

Construtoras retomam lançamentos

Os empresários da indústria imobiliária de Goiás estão confiantes na projeção otimista para o setor e compartilham a avaliação de especialistas na retomada do mercado em 2019. Eles estão baseados na perspectiva de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), manutenção da baixa taxa de juros, controle da inflação, maior confiança no novo governo e a entrada em vigor de algumas novidades já no começo do ano – como o aumento para R$ 1,5 milhão no financiamento imobiliário pelo FGTS e a recente regulamentação das normas sobre distratos para contratos de venda de imóveis.

Apenas a imobiliária URBS já confirmou 35 lançamentos neste ano. O número é mais do que o dobro registrado pela Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Goiás (Ademi-GO) entre janeiro e setembro de 2018. Nesse período foram contabilizados 15 lançamentos.

Acumulando mais de 20 anos de atuação no mercado imobiliário, Ricardo Teixeira, um dos diretores da URBS, faz uma análise otimista. Segundo ele, as construtoras vão lançar muito mais em 2019, que será um ano de grandes oportunidades. A melhora dos índices econômicos registrada no final de 2018 é um forte indicativo disso, como por exemplo a expansão do PIB, que tem uma previsão de crescimento superior a 2% em 2019, e o otimismo do setor produtivo com o novo governo federal, o que para ele, reforça a confiança de empresas e consumidores

“Assim como nos anos anteriores, no auge da crise, nós levantamos a bandeira de que era preciso ser resiliente e ir atrás das oportunidades. Agora a URBS está levantando a bandeira que é preciso ter muita disposição e trabalhar para se apropriar rapidamente desse crescimento sem igual que terá o Brasil”, afirma Teixeira, ao avaliar que o mercado em Goiás pode ter um crescimento ainda maior, já que o estado está entre os que menos sofreu com a crise econômica dos últimos anos.