Edição 319Agosto 2021
Quarta, 22 De Setembro De 2021
Editorias

Publicado na Edição 316 Maio 2021

Divulgação

Modelo de cidade inteligente

Sensores otimizam gestão da água, coleta de lixo, iluminação

Modelo de cidade inteligente

A Acciona e a Câmara Municipal de Toro, na Província de Zamora, Espanha, implementaram sistema de sensorização e monitorização em tempo real dos principais serviços urbanos da cidade, transformando-a em uma das cidades inteligentes mais avançadas da Europa. O sistema consiste em 200 sensores sem fio, de baixo consumo, conectados a uma rede que coleta dados da iluminação urbana em tempo real, além do ciclo integral da água, da coleta de lixo, da gestão de parques e jardins municipais e também de veículos de manutenção urbana. Os dispositivos de monitoramento capturam dados dos serviços, que são analisados para a tomada de decisões de gerenciamento em tempo real.

. Iluminação. Os sensores determinam a necessidade ou não de acender os pontos de luz públicos, pois permitem ajustar a iluminação à luz real que existe em todos os momentos (não só com base no tempo, mas também nas condições meteorológicas etc.).

. Lixo e reciclagem. Sensores de enchimento e temperatura determinam as rotas de coleta de lixo, evitando acúmulos ocasionais de resíduos e odores, bem como deslocamentos desnecessários. O serviço melhora e se economiza em emissões de CO2 e em custos operacionais.

. Manutenção, obras. Os sensores monitoram a posição dos veículos de serviço urbano, tais como manutenção, obras municipais e jardinagem, para minimizar o tempo de resposta em caso de incidentes e otimizar as rotas.

. Gestão da água. São monitoradas as informações dos hidrômetros que medem o consumo da água, além da instalação de sensores ad-hoc. Isso reduz possíveis perdas de água e evita problemas de faturamento excessivo devido a vazamentos.

Responder