Edição 301Fevereiro 2020
Domingo, 23 De Fevereiro De 2020
Editorias

Publicado na Edição 298 Novembro 2019

Divulgação

Qualidade de vida aos pequenos

Não tem contraindicações

Qualidade de vida aos pequenos

A microfisioterapia é uma técnica para encontrar e tratar memórias traumáticas que ficaram gravadas em determinadas partes do corpo, afirma a fisioterapeuta Frésia Sá, que atua com saúde integrativa na Biointegral Saúde, em São Paulo: “Imagine que todos os traumas vividos, desde o momento da concepção, e que não foram assimilados, estão ali, em algum lugar, enviando mensagens para nossa mente e emoção. Ou seja, de alguma forma, somos dirigidos pelos nossos traumas”.

Frésia lembra que uma criança terá muito menos propensão a ter memórias traumáticas do que um adulto, simplesmente por uma questão de tempo. Entretanto, se os traumas podem surgir desde a concepção, é correto dizer que crianças também podem ter memórias já gravadas no corpo, e por isso é possível e indicado usar a microfisioterapia, até porque o tratamento não tem contraindicações.

“Até os sete anos de idade, as emoções da criança estão muito conectadas com as da mãe. Por isso, a melhor indicação é que os dois façam o tratamento em conjunto – muitas vezes, quando conseguimos dissolver memórias de traumas que estão na mãe, o comportamento da criança, como medos, ansiedade e outros, diminuem consideravelmente, muitas vezes somem de imediato”, lembra a fisioterapeuta.

Ela acrescenta que existem situações que mostram a necessidade de pesquisar a saúde emocional das crianças: “Agressividade exagerada pode ser uma delas. Dificuldade para dormir, para aprender, no caso de crianças já em idade escolar, falta de foco e demonstrações de tristeza e apatia podem também ser indício de traumas”.

Responder