Edição 327Abril 2022
Terça, 17 De Maio De 2022
Editorias

Publicado na Edição 327 Abril 2022

Divulgação

Névoa cerebral causada pela Covid-19

Sintomas do brain fog podem aparecer até seis meses depois da infecção

Névoa cerebral causada pela Covid-19

Brain fog, ou névoa cerebral, é o nome em inglês dado ao cansaço mental prolongado sentido pelos pacientes após a infecção por Covid-19. Além da fadiga e da sensação de confusão mental, são relatados raciocínio lento e dificuldade de concentração e memorização. De acordo com o psiquiatra Michel Haddad, do Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE), o problema por muitas vezes não é identificado ou é ignorado pelo paciente: “As queixas são sobre um esgotamento físico e mental. A pessoa apresenta um cansaço, falta vigor, com dificuldade para raciocinar e para executar tarefas”.

Os sintomas da névoa cerebral podem aparecer até seis meses depois da infecção pelo coronavírus. Porém, seus sinais são deixados de lado pelo paciente por se assemelharem a de outros problemas, como ansiedade, depressão, estresse, jet lag e privação de sono. Apesar do incômodo e dos contratempos que pode causar, o problema costuma desaparecer depois de algumas semanas. O ideal é procurar atendimento especializado quando o quadro se tornar um empecilho na rotina do paciente.

A prática de jogos e exercícios de concentração, linguagem, memória e raciocínio lógico, combinado com atividades físicas, alimentação saudável e boas noites de sono, auxiliam na amenização dos sintomas. Haddad reforça que a Covid-19 e suas manifestações neurológicas ainda estão sendo estudadas e por isso não há tratamento específico para seus sintomas: “A terapia depende de cada caso, por isso, cuidar da saúde de modo integral é o mais indicado”.

Responder