Edição 287Dezembro 2018
Sexta, 14 De Dezembro De 2018
Editorias

Publicado na Edição 277 Fevereiro 2018

Mais crianças com miopia…

Dados do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) mostram que nos últimos 10 anos o número de crianças que precisa usar óculos de grau passou de 10% para 20%. De acordo com o oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, presidente do Instituto Penido Burnier, de Campinas, no interior de São Paulo, um mutirão realizado pelo hospital no ano passado mostrou que a miopia, dificuldade de enxergar à distância, é hoje o vício de refração mais frequente na infância. Só para ter ideia, dos 583 participantes que precisavam usar óculos, mais de 4 em cada 10, ou 44%, eram míopes.

“Há 10 anos, a hipermetropia, dificuldade de enxergar próximo, era o problema de visão mais encontrado nas crianças”, observa Queiroz Neto, que é membro do CBO. Para ele o que tem impulsionado o crescimento da miopia é o esforço para enxergar de perto imposto pelo uso precoce da tecnologia: “O olho da criança está em desenvolvimento até os 8 anos e os músculos ciliares que movimentam nosso cristalino para frente e para trás se acomodam”. É por isso, acrescenta, que diversos estudos internacionais incentivam as atividades ao ar livre para conter a miopia.