Edição 292Maio 2019
Terça, 18 De Junho De 2019
Editorias

Publicado na Edição 287 Dezembro 2018

Divulgação

Esforço repetitivo

LER costuma acometer pessoas que digitam muito

Esforço repetitivo

Abusar dos movimentos de mãos e braços, seja no trabalho, no esporte ou nos estudos, pode levar à chamada Lesão por Esforço Repetitivo, mais conhecida como LER. Essas lesões podem ser definitivas e deixar sequelas. Um bom exemplo é a síndrome do túnel do carpo. “Este problema é mais comum do que se imagina. Costuma acometer pessoas que digitam muito, pois ocorre uma inflamação no nervo mediano na altura do punho. E devido à posição em flexão do punho e o tempo da digitação, há uma inflamação do nervo. Os sintomas são formigamento e dor”, explica a reumatologista Karine Luz, da Clínica Ultrarticular, de São Paulo.

“A má postura pode causar contração nos músculos e desencadear mialgias ou inflamação nos tendões e bursas (uma pequena bolsa cheia de líquido)”, alerta Karine. Além da síndrome do carpo, há outras lesões que devem ser consideradas, como a epicondilite lateral (associada como uma lesão dos jogadores de tênis, é uma inflamação dos tendões do cotovelo), doença de quervain (inflamação que afeta os tendões do punho que se dirigem para o polegar) e tendinites dos extensores dos dedos e tenossinovite dos flexores dos dedos.

A LER é diagnosticada a partir da descrição dos sinais e sintomas. Caso necessário, o médico realiza exames de imagem, como o ultrassom, para indicar o tratamento correto. Em alguns casos, recomenda-se o uso de órtese. O tratamento é baseado também no uso de anti-inflamatórios e infiltrações. Quando realizada com o auxílio de aparelhos de imagem como o ultrassom, a agulha é visualizada em tempo real e evita o dano em outras estruturas. “Estudos recentes demonstraram que as infiltrações associadas com o uso de órtese evidenciaram melhora na síndrome do túnel do carpo a longo prazo”.

A melhor prevenção é a postura correta e o mobiliário adequado. O ideal é manter as costas sempre eretas e apoiadas em um encosto confortável, apoiar os pés no chão e manter os joelhos fletidos enquanto estiver sentado. É necessário alternar os períodos de atividade com de repouso: um exemplo é permanecer por volta de 1 minuto em pé a cada 20 minutos sentado. Mais em www.ultrarticular.com.br