Edição 285Outubro 2018
Quinta, 15 De Novembro De 2018
Editorias

Publicado na Edição 285 Outubro 2018

Divulgação

Dietas de baixo índice glicêmico

Alimentação balanceada ajuda a diminuir as concentrações de IGF-1

Dietas de baixo índice glicêmico

Considerando que a alimentação implica diretamente na saúde e aparência da pele, uma pesquisa publicada no Journal of the Nutrition and Dietetics revela que esta relação pode ser ainda mais importante. “O estudo indicou que uma dieta de baixo índice glicêmico pode ser fundamental na redução do impacto da acne, pois ajuda a diminuir as concentrações de IGF-1, um mediador do crescimento celular conhecido por ser um fator de risco da acne, já que estimula a síntese de andrógenos e o crescimento de sebócitos, o que, consequentemente, aumenta a produção de oleosidade”, comenta a médica dermatologista Thais Pepe, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia.

Para chegar a conclusão os pesquisadores realizaram um estudo controlado e randomizado com 66 pacientes adultos com acne moderada e severa, que foram divididos em dois grupos: o primeiro, com 34 pacientes, passou a adotar uma dieta de baixo índice glicêmico. Já o segundo grupo, com 32 pacientes, continuou com seu plano alimentar habitual. “Após duas semanas, ao comparar os dois grupos, os autores do estudo descobriram que as concentrações de IGF-1 diminuíram significativamente entre os pacientes que seguiram uma dieta de baixo índice glicêmico, enquanto no grupo que continuou com a alimentação normalmente os níveis da proteína permaneceram os mesmos”, observa Thais.

A pesquisa demonstrou a importância de uma dieta de baixo índice glicêmico com relação aos fatores de risco associados a acne: “Acredita-se que o índice glicêmico desempenha um papel fundamental na fisiopatologia da acne, principalmente por influenciar no metabolismo insulínico”.