Edição 327Abril 2022
Quinta, 26 De Maio De 2022
Editorias

Publicado na Edição 321 Outubro 2021

Divulgação

Andar na ponta dos pés

Pisada pode indicar problema ortopédico

Andar na ponta dos pés

Uma das principais ansiedades de pais e mães, em especial os de primeira viagem, é ver a criança dar os primeiros passos. Durante o desenvolvimento da marcha, é possível que a criança caminhe sem encostar o calcanhar no chão. No entanto, isso tende a se normalizar entre os dois e três anos e, quando não acontece a correção, é necessária a avaliação do médico ortopedista.

São muitos os motivos que podem fazer com que a criança caminhe na ponta dos pés e, segundo Natasha Vogel, ortopedista pediátrica do Hospital do Servidor Público Municipal (HSPM-SP), o mais comum é a marcha em equino idiopática, ou seja, sem que haja um motivo determinado e o diagnóstico é por exclusão. “Devemos descartar outras causas do caminhar na ponta dos pés, como paralisia cerebral, autismo, distrofias musculares, deformidades congênitas, alterações na coluna, hiperatividade e síndromes genéticas”.

Deve ser avaliado desde antecedentes gestacionais até antecedentes familiares para tentar descobrir o que causa a pisada na ponta dos pés. “Os papais e mamães ajudam muito quando se lembram de informações importantes, como a idade que a criança começou a sentar, engatinhar ou andar; se percebem que andam na pontas dos pés com os dois pés ou um só, enquanto elas andam se chegam a encostar o calcanhar no chão e por quanto tempo conseguem andar dessa forma; se tem dor no pé ou perna, entre outras”, enumera. Nos casos idiopáticos, são indicados acompanhamento ortopédico, fisioterapia, uso de órteses, gesso e até toxina botulínica. “Quando a criança anda na pontas dos pés após os cinco anos de idade, é comum que eles tenham dificuldade de encostar o calcanhar no chão passivamente, além de queixas para usar calçados, praticar esportes e atividades recreativas. Nesse caso, eles podem ser elegíveis para tratamento cirúrgico e são vários os procedimentos que podem ser feitos para alongar o tendão calcâneo”, alerta a médica.

Responder