Edição 310Novembro 2020
Quarta, 02 De Dezembro De 2020
Editorias

Publicado na Edição 258 Julho 2016

David Mazzo/Divulgação

Transformar pequenos espaços

Espaço Estúdio, na loja Oppa da Vila Madalena, em Sampa

Transformar pequenos espaços

Se falta espaço na sua casa e você não tem ideia como, pelo menos, aparentá-la maior, conheça as dicas do cenógrafo e visual merchandiser Beto Siqueira. Ele listou sugestões para transformar de forma definitiva o seu espaço.

Cores claras – Cores escuras aproximam e aumentam objetos e paredes. Cores claras ampliam o espaço.

Evite algumas cores – Além das cores claras, cores com baixa vibração eletromagnética, como cinzas e beges, diminuem a sensação de “proximidade” entre elementos. Evite tons muito vibrantes, como cores primárias e secundárias.

Pense na circulação – Crie um percurso de movimentação por todo o espaço e evite móveis e decorações atrapalhando no caminho.

Boa iluminação – O lugar bem iluminado parece maior, mas isso não quer dizer que precisa ser absurdamente claro. Evite cantos escuros, utilize as luzes direcionais ou backlight.

Aproveitando melhor os móveis – Tire proveitos de móveis com a mesma altura. Criar linhas horizontais com os móveis de mesma altura alonga as paredes.

Criatividade – Esqueça a simetria e tradicionalismo na composição. Espaços pequenos precisam de criatividade e ousadia.

Use espelhos – Espelhos grandes duplicam nossa percepção do tamanho de um espaço. Tire proveito disso, porém sem usar vários espelhos pequenos. Um único espelho grande dá melhor resultado.

Evite os contrates – Evite contrastes forte de cores, seja o contraste de um móvel em uma parede, ou dos pés de uma mesa e o piso. Quanto mais leves os contrastes, maior o espaço parecerá.

Olhe a altura – Não pendure quadros em alturas superiores a 1,70 m. Quanto maior a distância entre os quadros e o pé direito, maior será a sensação de amplitude.

Móveis funcionais – Abuse dos móveis dobráveis e de várias funções; eles otimizam o espaço e aumentam a circulação quando necessário.

Atente-se aos objetos – Evite grande quantidade de objetos pequenos. É preferível poucos e bons objetos maiores.

Prefira as portas de correr – Sempre opte por portas de correr. Abertura das portas de dobradiça podem roubar centímetros preciosos.

Em baixo e em cima – Tudo deve ser aproveitado, transformado em gavetas, prateleiras, baús etc. Aproveite espaço embaixo de camas, aparadores, sob armários e guarda-roupas.

Paredes – Piso e parede com cores próximas. Caso não queira pintar ou trocar os pisos, grandes tapetes em cores próximas às cores das paredes podem fazer milagres.

Ambientes multifuncionais – Por que não trabalhar na sala, ou integrar à varanda ao quarto ou cozinha? Brinque com a ordem dos ambientes.

Mais sobre Beto Siqueira em www.vitessevm.com.br

Responder